Minha pata, meu corpo

O cuidado e a atenção necessários para que seu Pet não sofra com esse tipo de queimadura

Por Giselle Cunha
giselle.cunha@mulheresjornalistas.com

Brasil, Sudeste, mais especificamente, Rio de Janeiro. Escuta-se todos dizerem a mesma frase: “Que calor!”. Nas últimas semanas, os termômetros apontaram uma sensação térmica que chegou a 49,4° C. Com essa temperatura, é preciso tomar alguns cuidados na hora de passear com o seu peludo. 

Por ser uma parte do corpo um pouco mais grossa, devido ao contato direto e frequente com o chão, os Coxins (ou almofadinhas, como são mais conhecidos) acabam sendo esquecidos na hora do cuidado animal. É bem comum observamos tutores expondo seus Pets em dias de muito calor e em horários inapropriados.

No verão, os atendimentos a queimaduras nas patas aumentam cerca de 40%. Os Coxins servem como freio e ponto de equilíbrio para os animais, são formados basicamente por algumas camadas de gordura. Essa característica permite que a região tenha alguma resistência a temperatura, mas recomenda-se sempre verificar antes de iniciar o passeio, porque basta alguns segundos em contato com a superfície quente para que essa região fique com bolhas ou evolua para uma queimadura mais séria.

Chamamos de Coxins Digitais a parte que corresponde aos dedos do animalzinho e de Coxins do Metacarpo, o que corresponde à palma da mão.

Mas como saber se a temperatura está boa para o passeio?

Separamos algumas dicas que vão ajudar a prevenir e proteger o seu melhor amigo:

 

  • A principal dica é colocar a palma da sua mão por uns 30 segundos no chão. Dessa forma, você conseguirá fazer uma boa avaliação da temperatura do asfalto.
  • Além da preocupação com queimaduras, é importante lembrar que o calor intenso também gera insolação e hipertermia, então leve sempre água fresca e a ofereça com frequência.
  • Opte pelos passeios antes das 10h e após às 19hs.
  • Faça passeios mais curtos, especialmente com raças como pug, pequinês, buldogs, boxer, shihtzu e boston terrier. Essas são raças classificadas como braquicefálicos, aqueles de focinho achatado.
  • O mercado Pet hoje oferece algumas opções de cremes que, além de hidratar, formam uma camada protetora nessa região dos coxins.

O Instituto Mulheres Jornalistas conversou com a Dra. Luzinete Portela, que é médica veterinária, especializada em dermatologia, sobre o cuidado com os Pets durante o verão.

Mulheres Jornalistas: Com que frequência se atende problemas de lesões e queimadura nos coxins?

Dra. Luzinete Portela: No verão muito mais do que em outras estações, mas não somente o chão quente causa queimaduras em Coxins. O uso de produtos químicos abrasivos também pode causar essas queimaduras.

MJ: Quanto tempo leva para essa área se reconstituir?

Dra. Luzinete: Dependendo do grau da queimadura, pode levar de 10 a 30 dias para a recuperação.

MJ: Quais os primeiros socorros necessários no caso dessa queimadura?

Dra. Luzinete: Lavar com soro fisiológico gelado, retirar o animal do local e levar ao veterinário.

MJ: Qual o seu conselho para evitar que isso aconteça?

Dra. Luzinete: Não caminhar com o animal nos horários mais quentes.O ideal são os passeios pela manhã até no máximo às 10hs e a noite após às 19hs, durante o verão. Também é preciso evitar produtos químicos abrasivos no chão.

Confira também...

3 comentários

  1. Geraldo Luiz says:

    Mais uma “aula” para nós tutores👏👏👏👏

  2. Aumei!!! Matérias sempre pertinentes!

  3. Esses cuidados são imprescindíveis para a saúde de seu cãozinho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *