Como se proteger das fakes news sobre o coronavírus

Por Mirian Romão, São Paulo
 
A propagação de notícias falsas, conhecidas como fake news pode interferir negativamente em várias áreas, principalmente quando estamos falando de uma pandemia. Essas notícias falsas são publicadas e espalhadas através das redes sociais, o Facebook é a maior rede com número de compartilhamentos de notícias falsas, o Twitter e o WhatsApp estão em seguida, segundo estudos da Universidade de Oxford.
 
As fakes news, em alguns casos, são criadas com manchetes absurdas com o claro intuito de atrair acessos aos sites. São notícias sensacionalistas com um tom alarmante e devemos denunciar o perfil e a plataforma que propaga essas notícias falsas. Contudo, a pandemia que estamos vivendo nos últimos dias, fez com que surgisse várias notícias falsas, o governo de São Paulo criou um canal no Telegram e peças publicitárias contra as fakes news sobre o coronavírus.
 
O Coronavírus é um vírus que causa infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19) segundo o Ministério da Saúde.
 
O governo disponibiliza material com notícias verdadeiras e com os “carimbos” de fake news que podem ser baixas e compartilhadas nas redes sociais, desde que não alterem o conteúdo da imagem. Segundo o G1, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que o uso da hidroxicloroquina, conhecida como Reuquinol no Brasil, seria eficaz contra o coronavírus. O que causou um aumento nas buscas pelo medicamento. Contudo, Reuquinol é eficaz para diversas doenças e o combate da malária, artrite, lúpus, eritematoso e doenças fotossensíveis. Entretanto, a Anvisa emitiu um alerta que o uso de hidroxicloroquina contra o coronavírus não é recomendado.
 
O que nos leva aos cuidados antes de anunciar uma notícia sem apurar de fato a veracidade da mesma. Ao ver uma notícia certifique-se que o veículo de comunicação (site, blog, jornal e rede social) seja confiável. Acesse o site oficial do governo para esclarecer suas dúvidas e buscar as informações verídicas. O Ministério da Saúde possui o site atualizado com tutoriais do procedimento de higiene, informações e estão desmantelando as fakes news sobre o vírus.
 
Caso tenha dúvidas sobre a COVID19 ou queira entender melhor o motivo do isolamento imposta pelo Governo, entre nas principais fontes de notícias confiáveis para se informar. O isolamento serve para nos proteger e evitar a propagação do vírus enquanto é realizado o atendimento necessário para aqueles que já estão infectados.
 
No Brasil já são 1.128 casos confirmados, e cerca de 18 mortos atualizados na manhã do domingo (22). Segundo o G1, o total de casos subiu 45% em um dia. O Ministro da Saúde prevê ‘disparada’ dos casos em abril e queda somente em setembro.
 
Para combater as fakes news o Ministério da Saúde também está disponibilizando um número de WhatsApp para envio de mensagens para a população.
O canal é um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente se são verdade ou mentira.
 
Qualquer pessoa pode enviar gratuitamente a mensagem para o número (61)99289-4640, o canal não faz atendimento, é apenas para informa

Confira também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *