Acampar é a opção mais segura para viajar durante a pandemia

Camping ao ar livre e sem aglomerações tem poucas chances de contaminação e pode ser considerado um turismo seguro

Por Juliana Tahamtani- São Paulo

Depois de quase dez meses de pandemia, muitos hotéis e aeroportos estão começando a reabrir para a retomada do turismo no país. Mesmo assim, muita gente ainda fica em dúvida se é seguro viajar ou se o melhor é continuar em casa para não correr o risco de se contaminar. Não há problemas em retomar algumas atividades, mas é bom termos consciência.

Uma solução para os viajantes que estão ansiosos para se aventurar de novo pelo mundo afora é o camping. Acampar tem sido a melhor saída para conseguir dar aquela escapada com segurança e curtir um pouco o ar livre. De acordo com especialistas, em lugares abertos, a circulação de ar é maior e, por isso, há menos chance de contato com o vírus.

Apesar do que diz Guimarães Rosa, de que a felicidade é encontrada nos momentos de descuido, vale lembrar que a pandemia ainda não acabou e, sendo assim, a flexibilidade nos protocolos de segurança não significa que devemos deixar de nos prevenir, e de cuidar dos outros. No entanto, a chance de contaminação nos campings é muito pequena, isso porque a ideia desse tipo de turismo é se hospedar em um espaço aberto onde só haja o contato com as pessoas que foram viajar juntas e estão dividindo a barraca. Podemos, dentro do isolamento social da barraca, nos descuidar um pouco e sermos felizes.

A diferença mais relevante entre se hospedar em camping e não em hotéis é que não é necessário compartilhar nenhum utensílio com outras pessoas, deixando tudo mais seguro e dentro das recomendações sanitárias. Para acampar, você deve levar o seu próprio colchão, travesseiro, cobertores e os utensílios pessoais que você julgar úteis durante os dias que estiver acampando.

Fotos: Juliana Tahamtani/ Arquivo Pessoal

A ideia é de você não precisar compartilhar nada com ninguém. Até a comida é interessante que você leve de casa, lanches e alimentos de fácil cozimento. Uma dica também é levar lanterna, repelente e água potável, sem esquecer do papel higiênico, pois nem sempre os banheiros dos campings dispõem de estruturas completas.

O recomendado é que o acampamento seja realizado em áreas formais de camping, ou seja, em espaços onde os campistas pagam diárias de hospedagem e, em contrapartida, contam com infraestrutura e segurança. Nada de colocar a sua barraca em qualquer lugar. Além de não ser seguro, campings ilegais podem prejudicar áreas de reserva natural e agredir o meio ambiente.

Espalhados pelo Brasil existem mais de 3.000 pontos de camping, e você pode escolher entre diversas vistas privilegiadas, já que o nosso país é cercado por áreas cheias de belezas naturais. Para quem mora em São Paulo e no Rio de Janeiro, por exemplo, algumas opções de lugares para armar sua barraca e curtir uma vista linda para o mar é Ilha Grande (RJ), Ilhabela (SP) e Ubatuba (SP). São pontos muito procurados pelos turistas e existem várias opções de campings nesses locais.

Os que moram mais ao sul, a cerca de 230 quilômetros de Florianópolis, em Santa Catarina, existe um município chamado Siderópolis, com várias opções de acampamentos perto de trilhas e cachoeiras. Mas o legal mesmo, é pegar sua barraca, colocar uma mochila nas costas e explorar os diversos pontos que o Brasil tem a oferecer.

Acampar não é um turismo de luxo, mas uma forma muito mais simples de viajar. Por isso, você precisa estar aberto a se aventurar, talvez até a tomar um banho frio, mas, com certeza, vai desfrutar de momentos incríveis em contato com a natureza. Para que um hotel cinco estrelas, se você pode, por muito menos, dormir embaixo de milhões delas?

Confira também...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *