Ensino a distância: a tecnologia como ferramenta facilitadora do aprendizado fora da sala de aula

Há um ano utilizando o sistema como método de ensino, professores e alunos ainda veem um futuro incerto a respeito do retorno às aulas presenciais. A chegada do segundo pico mais crítico da pandemia tem adiado um possível retorno às salas de aula

O mês de março chegou com uma das fases mais críticas da crise da Covid-19 no Brasil. Com o número de mortes chegando a quase dois mil por dia, os governos de vários estados decretaram a suspensão das aulas presenciais. Vivendo uma situação emergencial desde março de 2020, as escolas, alunos e pais tentam se adaptar a uma nova realidade; o EAD- Ensino a distância.

O EAD é um método de ensino que já vem sendo aplicado por instituições que usam os meios tecnológicos como ferramentas de aprendizado, utilizando uma plataforma virtual para disponibilizar material didático planejado especificamente, como módulos de aulas gravadas, conteúdo em PDF e com certa flexibilidade com relação aos horários. Através de plataformas digitais, os docentes podem realizar videoconferências com suas turmas e trazer seu conteúdo para o ambiente virtual.

Professora Cristiane Acácio Rosa

Cristiane Acácio Rosa é professora de desenvolvimento infantil e especialista em Tecnologias Educacionais, ela conta que, por lidar com crianças muito pequenas, no início da pandemia ela precisou desconstruir o seu conhecimento sobre dar aulas e reconstruir do zero e diz: “Precisamos primeiro conscientizar os responsáveis pelas crianças que era necessário sim, para o desenvolvimento, continuar com as atividades em casa”. Em seu canal no Youtube, ela auxilia professores e alunos no uso de tecnologias educacionais digitais. Cristiane comenta que, apesar da familiarização das crianças e jovens com a tecnologia nos dias de hoje, eles ainda precisam de auxílio em certos pontos, como no uso de plataformas digitais de aprendizado, editores de texto ou apresentações.

Sobre como a tecnologia pode ser usada para otimizar o sistema de educação remota, Cristiane comenta: “Nesse momento, a comunicação é essencial. Google Meet, Zoom e WhatsApp são ferramentas essenciais nesse momento. As salas de aula virtuais como o Google Classroom têm otimizado e muito o envio e gerenciamento de atividades”. Questionada sobre a capacitação de docentes e
alunos no uso das novas tecnologias, ela responde: “Concordo que docentes e alunos precisem estar melhor capacitados para o uso de tecnologias digitais na educação. Mas não é a tecnologia que vai provocar essa modernização e sim as pessoas que fazem parte do sistema de educação”, finaliza.

Assistindo aulas de casa desde o ano passado, a estudante Kauanny Vitória Lopes (15) está no segundo ano do ensino médio e conta

Kauanny Vitória e sua mãe Sandra Maria

que, no início da pandemia, se adaptou fácil ao ensino a distância, pois já havia tido experiências com aulas online em sua escola, mas, conta que o fato de agora precisar ter todas as matérias no método online, precisou de mais tempo para entrar no ritmo. A estudante comenta que o fato de já ter familiaridade com o uso de dispositivos eletrônicos a ajudou na adaptação com as plataformas de ensino. Ela afirma que vê o EAD de forma positiva como meio de evitar a proliferação do vírus da Covid-19.

A mãe de Kauanny, a modelista Sandra Maria Lopes, diz que diante da situação atual, acredita que o ensino a distância é a opção mais segura: “Como mãe, me sinto mais segura com ela estudando em casa, porque o vírus está aí. Alguns meses atrás, a gente já estava se preparando quase que com certeza de que ela iria voltar sim, mas do jeito que está hoje, agora, eu não me sinto segura em enviá-la para escola”. Sobre ter a filha por mais tempo em casa, Sandra relata: “Com certeza trouxe experiências bem diferentes, porque de alguma forma, estudando em casa, você tem obrigação de estar fiscalizando, vendo se realmente está cumprindo o horário direitinho, porque em casa tem aquela coisa de achar que pode estar levantando a qualquer momento e eu sempre fico falando , alertando que tem que estar sempre cumprindo os horários. É uma preocupação a mais, porque você acaba fazendo o papel que ,de alguma forma, a escola estava vendo. Então, são teus olhos agora que vão ver se está tendo um bom comportamento em sala de aula que, no caso, agora é na sua casa”, comenta.

Professora Pamela Lima

Enquanto os alunos assistem às aulas de casa, do outro lado, os profissionais da educação buscam desenvolver formas dinâmicas para manter suas turmas engajadas durante as videoconferências. Pamela Lima é professora de língua portuguesa do ensino médio, ela diz que com a decisão do ensino a distância, desenvolveu métodos e material para utilizar nas aulas online: “Cheguei a desenvolver apresentações no PowerPoint com animações e gifs que chamassem a atenção dos alunos e fizessem-nos refletir sobre o assunto discutido na aula, bem como propus a realização de jogos de perguntas e respostas – quizzes – para a revisão dos conteúdos estudados.”, relata.

Sobre o papel da tecnologia dentro contexto atual da educação, Pamela diz: “Sem dúvidas, a tecnologia tem contribuído tanto na viabilização da comunicação entre professores e alunos, por meio dessas plataformas como Google Meet, Zoom e até mesmo Whatsapp, quanto no próprio processo de aprendizagem destes. Visto que, com a tecnologia, dispomos de uma grande variedade de recursos interativos que, se bem aproveitados, podem estimular o interesse e, consequentemente, a compreensão, por parte dos estudantes, dos conteúdos que abordamos em sala de aula”, conclui. Questionada sobre o ensino a distância como a opção para o momento atual, ela relata: “Esse é um assunto delicado, pois há situações em que os alunos não têm um devido acompanhamento em casa para que mantenham o compromisso de participar das aulas, o que pode comprometer o processo de aprendizagem. Há alunos que também não possuem recursos tecnológicos e, por isso, não acompanham as aulas. No entanto, diante do atual contexto, a prioridade é a manutenção do isolamento social e a modalidade de ensino remoto tem sido a ‘solução’ mais viável”.

Já a professora do ensino fundamental, Karoline Pontes, conta que foi necessário vencer seus problemas com a câmera para

Professora Karoline Pontes

prosseguir com as aulas online: “Tenho problemas com uma câmera na minha frente, então não olho para minha janelinha quando estou on-line, me desestabiliza emocionalmente”, comenta de forma humorada. Questionada sobre se o fato das crianças e jovens terem mais contato com os eletrônicos, hoje em dia, permitiu que eles tivessem mais facilidade com o ensino a distância, Karoline comenta: “Incialmente foi difícil perceber a tecnologia como ferramenta de ensino e aprendizagem, já que a visão de escola para eles era bem diferente. Com o passar do tempo, se familiarizaram com a plataforma online que utilizamos e descobriram funções antes mesmo de nós, professores, o que também ajudou muito. Precisaram de nossa orientação para uso devido, sem exagero (muito tempo em exposição a uma tela) e nos momentos adequados (após as aulas)”. Ela relata a importância do ensino presencial, mas ressalta que o momento exige prudência: “Na situação em que ainda estamos, o ensino remoto é o que é possível para muitos, e os professores continuam se empenhando em fazer o melhor para todos que estão do outro lado da tela”, afirma.

Para saber mais sobre as novas tecnologias dentro da educação, a repórter Daniele Haller, do Instituto Mulheres Jornalistas entrevistou Raquel Regina Valduga Schöninger, diretora de educação fundamental da Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis. Raquel é Doutora em Educação e professora de Tecnologia Educacional.

Raquel Regina Valduga- diretora de educação fundamental da Secretaria Municipal de Educação de Florianópolis

MJ- Para os profissionais da educação, como foi lidar com a experiência do ensino a distância? O que foi preciso para se adaptar à nova realidade?

Raquel Valduga- Pensar ensino a distância no âmbito da Educação Básica foi, realmente, assustador inicialmente, afinal o contato presencial e a socialização é a base das relações sociais nesta faixa etária. Aqui, na rede municipal de ensino de Florianópolis, desenvolvemos um portal educacional, onde todas escolas foram e são autores dos seus conteúdos e atividades pedagógicas. E ao longo do ano passado ampliamos as interações com vídeos chamadas, aulas síncronas, rádios online, disponibilizamos muitas formações aos professores e, a meu ver, ainda estamos nos adaptando ao novo formato das aulas.

MJ- Você acredita que a experiência atual irá causar uma mudança definitiva do sistema de educação?

Raquel Valduga- Acredito que não uma mudança definitiva com relação ao currículo, mas com certeza já modificou a prática pedagógica, pois muitos professores perceberam que as tecnologias potencializam outras relações e outras aprendizagens, que é possível, para além do espaço físico da escola, ensinar e aprender. E, também, que nenhuma tecnologia substitui o professor.

MJ- Para os professores, quais as vantagens que o ensino a distância com uso da tecnologia pode trazer?

Raquel Valduga- As tecnologias auxiliam no planejamento das atividades e na diversidade metodológica. Ela nos auxilia, inclusive no mapeamento dos interesses dos estudantes, pois através de formulários podemos elaborar e aplicar avaliações diagnósticas para melhorar nossa prática pedagógica.

MJ- Como a tecnologia educacional pode ser utilizada para otimizar o sistema de educação remota?

Raquel Valduga- Sem a tecnologia não conseguiríamos organizar as aulas remotas, pois precisamos das mídias sociais para fazer o chamamento das famílias, mesmo que seja para a entrega das atividades impressas. As redes que investiram ao longo dos anos em internet de boa qualidade, equipamentos, formação e, principalmente, na contratação de professores de tecnologia educacional, estavam e estão melhor preparadas para a realidade atual.

30 comentários sobre “Ensino a distância: a tecnologia como ferramenta facilitadora do aprendizado fora da sala de aula

  1. You could certainly see your enthusiasm within the work you write.
    The arena hopes for even more passionate writers such as you who aren’t afraid
    to mention how they believe. At all times go after your
    heart.

  2. Hello just wanted to give you a quick heads up. The text in your article seem to be running off the screen in Opera.
    I’m not sure if this is a formatting issue or something to do
    with web browser compatibility but I thought I’d post to let you know.
    The style and design look great though! Hope you
    get the issue solved soon. Cheers

  3. Very good site you have here but I was wondering if you knew of
    any message boards that cover the same topics discussed here?
    I’d really like to be a part of online community where I can get advice from other
    knowledgeable people that share the same interest.
    If you have any suggestions, please let me know.
    Bless you!

  4. Whatt you tyyped wwas actually very reasonable. But, what about
    this? suppose you were to write a killer headline?

    I ain’t suggesting your content is not good, but suppose
    you added a title thast makes people desire more? I mean Ensino a
    distância: a tecnologia com ferramenta facilitadora do aprendizado fora daa
    sala de aula • Mulheres Jornalistas iis a little boring.
    You could look at Yahoo’s front page and see how they
    write articlpe headlines to get viewers to click. You might
    add a video or a pic or two to grab readers interested about everything’ve got
    to say. In my opinion, itt could maqke your blog a little livelier.

    homepage

  5. Have you ever considered creating an e-book or guest authoring on other blogs?

    I have a blog based upon on the same subjects you discuss
    and would really like to have you share some stories/information. I know my subscribers would appreciate your work.

    If you’re even remotely interested, feel free to shoot me an e-mail.
    asmr 0mniartist

  6. Thank you for every other excellent article. Where else may anyone get that kind of information in such an ideal
    method of writing? I’ve a presentation next week, and I
    am on the search for such info. asmr 0mniartist

  7. I think the admin of this web site is genuinely working hard in favor of his website, for the reason that here every information is quality based material.

    asmr 0mniartist

  8. Hey I know this is off topic but I was wondering if you
    knew of any widgets I could add to my blog that automatically tweet my newest twitter
    updates. I’ve been looking for a plug-in like this for quite
    some time and was hoping maybe you would have some experience
    with something like this. Please let me know if you run into anything.
    I truly enjoy reading your blog and I look forward to your new updates.

  9. Pingback: Web Design Iraq
  10. I have been browsing on-line more than 3 hours today, but I never discovered any
    fascinating article like yours. It is pretty worth enough
    for me. Personally, if all web owners and bloggers
    made excellent content material as you did, the internet can be much more useful than ever before.

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.